Eu gosto muito de ler! O livro da vez se chama A Alma Artesã.

O que mais tenho gostado nele é que se trata, pelo menos nos primeiros capítulos, sobre procurar sua forma de se expressar para o mundo.

Tendo cada um de nós como nosso próprio ponto de partida, como faremos para chegar ao fim? Como fazer para ser ouvido e deixar um legado nesse mundo? Essas perguntas merecem respostas.

Enfim…

Uma das coisas que mais tenho gostado desse livro em questão, é que ele é recheado de frases incríveis. Dá pra captar claramente que quem fala no livro é a alma do autor (Erwin Raphael McManus) e não ele, propriamente.

Com certeza a frase que mais marcou a minha passagem por esse livro foi a seguinte:

A Alma Artesã [o livro] é para todos os que não podem escapar da percepção torturante [enfase em torturante] de que não se sentem realizados na vida. Ele é para todos os que sabem que sua vida se destina a mais do que a sobrevivência ou mesmo o sucesso. A Alma Artesã é para todos os que sabem que “fazer” não é o bastante para satisfazer os nossos anseios mais profundos e que desejam desesperadamente viver uma vida que se resume em ser.

McManus, Erwin Raphael. A Alma Artesã, editora Chara 1ª ed. pag. 17

O que mais gosto dessa parte é que, particularmente falando, me sinto totalmente representado! Não sou um cara que quer ter sucesso só por ter ou que quer ter coisas só para dizer que as tem. Isso não me realiza, não me dá sentido. Eu prefiro passar pela vida e saber que de tudo o que fiz, eu fiz para ser a pessoa que eu e Deus queríamos que eu fosse, do que somente para deixar uma pilha de dinheiro e patrimônio como herança.

Tem tantas pessoas por ai sofrendo por ansiedade. Com o medo constante de não conseguirem se tornar aquilo que sonham. Assombradas pelos fantasmas dos fracassos futuros. Para essas pessoas, eu oro por paz. Não vale a pena viver assim.

Bruno, você pode ser quem você quer. Não desista de querer.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *